Pesquisa

A carregar...

CUIDADOS COM OS DOENTES ACAMADOS



A higiene e o conforto do doente acamado

Em certas situações, há doenças que obrigam à permanência na cama por semanas ou meses. Este acamamento envolve alguns riscos e obriga a cuidados especiais, de modo a prevenir as complicações inerentes a uma relativa imobilidade do corpo.

PRIORITÁRIO: Atender aos cuidados de higiene e alimentação, bem como à necessidade de mudanças periódicas de posição e à vigilância com a toma de medicamentos com o doente acamado.

Cuidados no quarto
- O quarto onde está instalado um doente acamado deve ser diariamente arejado, evitando-se as correntes de ar.
- A limpeza deste espaço é indispensável assim como a mudança frequente da roupa da cama.
- A roupa da cama deve ser mudada após o banho do doente para que não fique molhada.

Cuidados de higiene
A higiene pessoal é uma das medidas que pode permitir a redução de riscos pelo acamamento:
Deve realiza-se diariamente.
- O doente deve ser lavado com uma esponja embebida em água e sabão, ou com um gel de banho enriquecido em emolientes.
- Após a lavagem, o doente deve ser bem enxuto, utilizando uma toalha macia e sem esfregar. Não esquecer a secagem dos espaços entre os dedos, das pregas do corpo, axilas e virilhas.
- Após o banho, o corpo deve ser massajado com um creme hidratante, tendo em especial atenção as zonas do corpo mais susceptíveis ao aparecimento de úlceras. Para doentes com pele seca ou regiões do corpo mais secas, deve hidratar-se ou lubrificar-se mais intensamente.
- As unhas devem ser mantidas curtas e limpas.
- A higiene da cabeça deve ser feita com regularidade.
- A higiene da boca é de importância vital, em que esta, quando se trata de doentes imobilizados, deve ser feita com o doente deitado de lado para que este não se engasgue.
ESCARAS: todos os cuidados são poucos
Pode dizer-se que são vitais os cuidados para a prevenção da ocorrência de escaras, também chamadas “úlceras de decúbito”. Estas úlceras formam-se com o peso do corpo em determinadas zonas da pele.
As regiões mais propensas ao desenvolvimento destas úlceras são:
- Calcanhares;
- Tornozelos;
- Nádegas;
- Cotovelos;
- Ombros;
- Entre outros.
As escaras são favorecidas pela imobilidade do doente, isto é, quanto mais tempo se mantiver na mesma posição maior é a probabilidade de as desenvolver.

Alguns cuidados a ter:
- Os doentes com incontinência fecal ou urinária devem ser imediatamente limpos e enxutos;
- Mudança de posição deve ser feita de 2/2h ou de 3/3h;
- O uso de camas articuladas não substitui os cuidados mas proporciona um bem-estar ao doente;
- Estar atento a indícios de escaras, através da observação diária e regular da pele. Os primeiros sinais podem ser apenas um ponto vermelho na pele ou uma pequena bolha. No caso de aparecimento de bolha evitar a todo o custo que rebente.
- Alimentação do acamado deve ser sempre saudável. Dispor de um equilíbrio de nutrientes, ser diversificada e apetitosa, fornecer quantidade suficiente e muita água.

Cuidados específicos na toma de medicamentos
- Devem ser tomados com a regularidade habitual;
- Quando o doente não consegue degluti-los, podem ser diluídos em água, ou o médico pode substituir os comprimidos ou cápsulas por medicamentos sob a forma de xarope;
- Fazer um esforço para que o doente fique na posição de sentado.

In: Farmácia Saúde, Nº 101, Fevereiro de 2005

1 comentário:

  1. Muito bom os comentários acima, acredito que também o incentivo à saída do leito precoce, a estimulação a movimentação ativa, além do auxilio psicológico dos entes queridos seja de extrema importância para a melhora do paciente.

    ResponderEliminar

+ Visualizados